Informativo

Orientações aos pais de crianças autistas Sob um olhar da fisioterapia Izabela Sarmento

O autismo é uma disfunção global do desenvolvimento. É uma alteração que afeta a capacidade de comunicação do indivíduo, de socialização (estabelecer relacionamentos) e de comportamento (responder apropriadamente ao ambiente — segundo as normas que regulam essas respostas). Esta desordem faz parte de um grupo de síndromes chamado transtorno global do desenvolvimento (TGD), também conhecido como transtorno invasivo do desenvolvimento (TID). Mais recentemente cunhou-se o termo Transtorno do Espectro Autista (TEA) para englobar o Autismo, a Síndrome de Asperger e o Transtorno Global do Desenvolvimento Sem Outra Especificação

O autismo é o Transtorno Invasivo do Desenvolvimento (TID) mais conhecido e é marcado pelo prejuízo na interação social e comunicação, alteração dos padrões de comportamento e interesses. Este transtorno pode variar em relação ao perfil dos sintomas assim como o grau de comprometimento. Em geral, o indivíduo acometido pelo autismo apresenta retardo mental, limitação de comunicação verbal e não verbal, uso estereotipado de linguagem e movimento, falta de iniciativa para iniciar ou manter uma conversação ou interação, adesão inflexível a rotinas e preocupação persistente com partes de objetos (DSM-IV, 2004). De acordo com Klin (2008) o início do autismo é sempre antes dos três anos de idade, entre os 12 e 18 meses de idade da criança vão surgindo sinais do transtorno no desenvolvimento da linguagem e o pouco interesse na interação social, diferenciando-os das crianças com desenvolvimento normal, cuja atenção na interação social, na voz e face humana é evidente.

Algumas abordagens úteis\ Intervenção motora:

- Trabalhar a organização espacial e descarga proprioceptiva:
“ A organização espacial é a tomada de consciência da situação das coisas entre si. É a possibilidade , para a pessoa , de organizar-se perante o mundo que a cerca, de organizar as coisas entre si , de colocá-las em um lugar, de movimentá-las. É   ter a noção  de direção ( acima, abaixo,á frente, atrás, ao lado), e de distância ( longe, perto, curto , comprido).”( LAPIERRE,1986).

Atividade Proposta: circuito psicomotor  com bambolês, obstáculos e com o auxílio das texturas:( espuma, areia, lixa de unha e feijão, colá-las em cartolinas coloridas (cores primárias; verde, amarela, azul e vermelha) auxiliar a criança a passar por cima delas ,  pular dentro dos bambolês e se criança conseguir , colocar obstáculos ( ex.: garrafas PET).

- Trabalhar o equilíbrio; (o equilíbrio é a base de toda a coordenação dinâmica global, é a noção de distribuição de peso em relação a um espaço. Contudo, é importantíssimo um bom equilíbrio, pois ajudará na aprendizagem. WALLON 1995).

* Equilíbrio dinâmico: utilizando bambolês no chão, e pedir a criança para pular neles.
* Equilíbrio estático: fazer marcas no chão com durex coloridos e pedir para a criança pisar neles, sem desviá-los.

 As crianças com autismo apresenta deficiência motora, má coordenação motora, equilíbrio e a dificuldade de imitar movimentos complexos.
(www.midianews.com.br).